1º ANO - ILUSTRAÇÃO

Destaques

anuncios_1o ano.

1º ANO - ILUSTRAÇÃO

Regulamento

Tema: Todos contra a dengue

Modalidade: Ilustração

Público Alvo: alunos do 1° ano do Ensino Fundamental

Período: 06 de maio a 02 de junho

Os trabalhos deverão ser produzidos dentro da sala de aula, com o material ali disponível, e caberá ao professor escolher dentre toda a produção de sua sala, dois trabalhos para concorrer com os demais.

Os trabalhos selecionados pelo professor só serão encaminhados para julgamento se acompanhados dos demais produzidos em sala.

Todos os trabalhos serão retirados pela organização do concursono dia 03 de junho, sob pena de desclassificação.

O professor poderá usar todas as fontes que julgar necessárias para instrução de seus alunos, desde que não desrespeite os princípios pedagógicos e educacionais da Secretaria de Educação.

 

REGULAMENTO DO CONCURSO

ARTIGO 1 – DO OBJETIVO

A Brasil Terminal Portuário, em parceria com a Secretaria de Educação de Santos, está promovendo o concurso de ilustração com tema “TODOS CONTRA A DENGUE”.

O objetivo da ação é incentivar a busca e a multiplicação de conhecimentos sobre o tema proposto e avaliar a capacidade dos alunos de absorverem e repassarem, através de seus trabalhos, a temática trabalhada.

 

ARTIGO 2 – DA PARTICIPAÇÃO

Deverão participar do concurso todos os alunos do 1° ano, das UME’s:

Oswaldo Justo

Dr. José Carlos de Azevedo Jr

28 de Fevereiro

Mário de Almeida Alcântara

Martins Fontes

José da Costa Silva Sobrinho

 

ARTIGO 3 – DAS INSCRIÇÕES

Todas as salas de primeiro ano das Unidades Municipais de Educação acima citadas estão pré-inscritas para participar do concurso. A concretização da inscrição se dá através da entrega dos trabalhos dentro do prazo proposto.

O professor deverá, de todos os trabalhos produzidos por sua sala, selecionar dois para julgamento que, se não acompanhados de todos os outros trabalhos produzidos por sua sala, serão desclassificados.


ARTIGO 4 – DA ELABORAÇÃO DOS TRABALHOS

O trabalho deverá ser elaborado exclusivamente pelo aluno, em sala de aula, em papel formato A4 fornecido pela organização do concurso, utilizando para isso, o material ali disponível.

O trabalho deverá fazer referência exclusivamente ao tema proposto.

Os trabalhos que estiverem fora do modelo especificado serão desclassificados.


ARTIGO 5 – DO PRAZO PARA ENTREGA DOS TRABALHOS

Os trabalhos deverão estar disponíveis para retirada dia 03 de junho e, somente serem entregues à organização do concurso mediante protocolização.

 

ARTIGO 6 – DO JULGAMENTO DOS TRABALHOS

Os trabalhos serão avaliados e julgados por uma comissão composta por três jornalistas graduados.

Fica facultada à Secretaria de Educação de Santos a inclusão de um quarto membro na comissão julgadora.

As planilhas de julgamento são confidenciais e ficarão sob a guarda da organização do concurso por um período de até três meses.

A decisão da comissão julgadora será considerada irrevogável, não cabendo qualquer tipo de ação recorrente.

 

ARTIGO 7 – DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Para cada um dos critérios abaixo o aluno receberá uma pontuaçãode 0 a 5.

A)  Adequação e coerência à proposta temática;

B)   Limpeza e estética

C)   Criatividade

D)  Correta utilização da língua portuguesa

O resultado final do julgamento do concurso será a soma da pontuação obtida por todos os avaliadores, sendo vencedor o aluno que acumular mais pontos, em um máximo de 20.

Os casos de empate serão resolvidos por meio de sorteio.


ARTIGO 8 – DA ANULAÇÃO DOS TRABALHOS

Os trabalhos rasurados, ilegíveis ou plágio de qualquer natureza, serão anulados automaticamente.


ARTIGO 9 – DA PREMIAÇÃO

Serão premiados os três alunos com maior pontuação.

A premiação do aluno implica diretamente na premiação do seu professor, do diretor e supervisor de sua escola e também de sua escola..

1º ANO - ILUSTRAÇÃO

Vencedores

LUGAR SÉRIE NOME PROFESSOR DIRETOR ESCOLA
1 1A Estther Liara Nascimento
Souza
Leila de Souza Ganem Nívea Vieira da Silva UME Martins Fontes
2 1B Isabella de Oliveira Pedro Samantha Cassuriaga Carvalho Noronha Christiane Igrejas UME 28 fevereiro
3 1C Adrielly Lisboa Menezes Maria Izabel de oliveira Araújo Rita de Cássia Persico de Oliveira Pinho UME Oswaldo Justo

.

1º ANO - ILUSTRAÇÃO

Material de Apoio

Doença
A dengue é uma doença febril causada por um vírus, que é transmitido pela picada do mosquito Aedes Aegypti. Com as altas temperaturas e o início da temporada de chuvas, a dengue volta a ser uma ameaça à saúde pública na cidade.

Sobre o Aedes Aegypt
O transmissor mais comum da doença é a fêmea do mosquito Aedes Aegypti, que necessita do sangue infectado em seu organismo para amadurecer seus ovos e dar sequência a seu ciclo de vida.

O Aedes é parecido com o pernilongo comum, mas pode ser identificado por duas características: corpo escuro e rajado de branco.

O mosquito tem o hábito de picar durante o dia. Mede aproximadamente um centímetro, tem cor café ou preta e listras brancas no corpo e nas pernas. Como voa baixo, pica com mais frequência pés e tornozelos. O mosquito tem uma substância anestésica na saliva, por isso, na maioria dos casos, as pessoas não percebem o momento em que foram picadas pelo Aedes Aegypti.

O macho, como os de qualquer espécie, alimenta-se exclusivamente de frutas. A fêmea, no entanto, necessita de sangue para o amadurecimento dos ovos. Próprio das regiões tropical e subtropical, não resiste a baixas temperaturas nem a altitudes elevadas. Desenvolve-se por metamorfose completa. Seu ciclo de vida, portanto, compreende quatro fases: ovo, larva, pupa e adulto.

Originário da África Tropical e introduzido nas Américas durante a colonização, o mosquito foi amplamente disseminado nas américas, Austrália, Ásia e África. Não é possível distinguir a picada do Aedes  Aegypti com a de um inseto comum. A sensação de eventual coceira ou incômodo é semelhante à picada de qualquer outro mosquito.

Transmissão
A picada de mosquito é a única forma de transmissão da dengue, já que a doença não é transmitida por pessoas, objetos ou outros animais. Ou seja: não há transmissão por contato direto de um doente ou de suas secreções para pessoas sadias. Ninguém se contamina por meio de fontes de água, alimento ou uso de objetos pessoais do doente com dengue.

Os repelentes, apesar de possuirem na fórmula o componente químico DEET (dietiltoluamida) – que tem se mostrado seguro e eficiente, de acordo com pesquisas dermatológicas realizadas, tendo registro na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) -, possuem ação limitada, já que não eliminam o mosquito, apenas o mantém distante.

Qualquer inseticida pode matar o Aedes Aegypti, mas a aplicação do produto age somente sobre a forma adulta do mosquito, e surte efeito momentâneo com poder residual de pouca duração. Além disso, o uso de inseticida pode tornar o mosquito imune ao produto.

Velas de citronela ou andiroba têm efeito paliativo para espantar o Aedes, porque o raio de alcance e a duração são restritos. A solução de água sanitária com água limpa nas plantas não é eficiente. O melhor é substituir bromélias e plantas deste tipo por outras que não acumulem água em suas folhas.

Sintomas
A intensidade dos sintomas varia muito de pessoa para pessoa. Muitos não apresentam nada. Outros mostram sintomas brandos, que podem passar despercebidos ou confundidos com gripe. Existem também aqueles que são acometidos de forma acentuada, com sintomatologia exacerbada. Uma gripe forte pode ser confundida com dengue, por isso a melhor forma de ter certeza é procurando um médico e, eventualmente, realizando exames.

Se você está com febre alta, acompanhada de pelo menos dois sintomas (dores de cabeça, nos olhos, músculos ou articulações, cansaço e vermelhidão na pele), pode estar com dengue. Nos casos mais graves podem ocorrer ainda vômitos, sangramentos, diarreia, dor abdominal, suor excessivo, pele fria e pálida, tontura e agitação.

Assim que os primeiros sintomas surgirem, é preciso procurar um serviço de saúde. O mais recomendável é que os pacientes façam repouso, reposição dos líquidos e aliviem a febre com dipirona ou paracetamol. Não se deve usar medicamentos que contenham ácido acetilsalicílico, como aspirina, AAS, Melhoral, Doril entre outros.

Formas de tratamento
A pessoa doente deve repousar e ingerir bastante líquido (água, sucos naturais ou chá), evitando qualquer tipo de refrigerante ou suco artificial. A febre costuma durar de três a oito dias e pode causar pequenas bolhas vermelhas em algumas regiões do corpo, como pés, pernas e axilas. Na maioria das vezes, o doente demora uma semana para ficar bem. Porém, o cansaço e a falta de apetite podem demorar até 15 dias para sumir. A recuperação costuma ser total.

No caso de dengue hemorrágica, a recomendação é aplicação de soro e plasma. Em certos casos há a necessidade de transfusão de sangue.

Diferenças entre dengue clássica e hemorrágica
Estudos indicam que uma pessoa infectada pelo vírus da dengue fica imune para sempre com relação ao sorotipo que determinou a infecção, e, por alguns meses, fica protegida para qualquer dos sorotipos de dengue. Passado este tempo, se ela se contaminar por outro tipo de vírus – diferente daquele que se contaminou -, poderá ter comprometimento do quadro clínico e desencadear a dengue hemorrágica, que, diferentemente da clássica, pode até causar a morte.

Por isso, a probabilidade de manifestações hemorrágicas é menor em pessoas infectadas pela primeira vez. Portanto, as que contraem dengue mais de uma vez apresentam mais chance de complicações do quadro clínico, incluindo manifestações hemorrágicas.

Há três exames que podem ser utilizados para identificar a dengue hemorrágica: a prova do laço, a contagem das plaquetas e a contagem dos glóbulos vermelhos. A prova do laço é um exame de consultório. Com uma borrachinha, o médico prende a circulação do braço do paciente e vê se há pontos vermelhos sob a pele, que indicariam a doença. Os outros testes são feitos por meio de uma amostra de sangue em laboratório.

A dengue hemorrágica se manifesta de três a cinco dias depois da clássica. A febre reaparece após ter cessado, causando suor, deixando a pele esbranquiçada e as extremidades frias. É comum dor de garganta, queda de pressão, dores no estômago e abaixo das costelas. As hemorragias ocorrem em pequena quantidade. Quando o quadro se agrava, o fígado fica “mole” e dolorido. As cólicas abdominais e a hemorragia aumentam, atingindo o tubo digestivo e os pulmões.

Como combater
Para combater a dengue, uma doença grave, é preciso o envolvimento de todos no combate ao Aedes Aegypti, uma vez que no verão as temperaturas sobem, o que provoca pancadas de chuva e alta umidade relativa do ar, condições favoráveis para a proliferação do mosquito.

A população tem papel fundamental para evitar que novos surtos apareçam, com tarefas diárias para acabar com a proliferação dos mosquitos nos ralos, calhas, vasos, quintais, bebedouros e outros locais onde a água pode ficar acumulada.

FONTE:

http://www.santos.sp.gov.br/dengue/doenca.html

 .

2º ANO - CARTAZ INFORMATIVO

Destaques

anuncios_2o ano.

2º ANO - CARTAZ INFORMATIVO

Regulamento

Tema: Todos contra a dengue

Modalidade: Cartaz Informativo

Público Alvo: alunos do 2° ano do Ensino Fundamental

Período: 06 de maio a 02 de junho

O professor deve instruir e dar subsídios para que seus alunos produzam seus trabalhos em papel formato A4, fornecido pelo programa, dentro do tema proposto e seguindo a orientação dos coordenadores de ensino do município.

Os trabalhos deverão ser produzidos dentro da sala de aula, com o material ali disponível, e caberá ao professor escolher dentre toda a produção de sua sala dois trabalhos para concorrer com os demais.

Os trabalhos selecionados pelo professor só serão encaminhados para julgamento se acompanhados dos demais produzidos em sala.

Todos os trabalhos serão retirados pela organização do concurso no dia 03 de junho, sob pena de desclassificação.

O professor poderá usar todas as fontes que julgar necessárias para instrução de seus alunos, desde que não desrespeite os princípios pedagógicos e educacionais da Secretaria de Educação.

 

REGULAMENTO DO CONCURSO

ARTIGO 1 – DO OBJETIVO

A Brasil Terminal Portuário, em parceria com a Secretaria de Educação de Santos, está promovendo o concurso de Cartaz Informativo com tema “TODOS CONTRA A DENGUE”.

O objetivo da ação é incentivar a busca e a multiplicação de conhecimentos sobre o tema proposto e avaliar a capacidade dos alunos de absorverem e repassarem, através de seus trabalhos, a temática trabalhada.

 

ARTIGO 2 – DA PARTICIPAÇÃO

Deverão participar do concurso todos os alunos do 2° ano, das UME’s:

Oswaldo Justo

Dr. José Carlos de Azevedo Jr

28 de Fevereiro

Mário de Almeida Alcântara

Martins Fontes

José da Costa Silva Sobrinho

 

ARTIGO 3 – DAS INSCRIÇÕES

Todas as salas do segundo ano das Unidades Municipais de Educação acima citadas estão pré-inscritas para participar do concurso. A concretização da inscrição, se dá através da entrega dos trabalhos dentro do prazo proposto.

O professor deverá, de todos os trabalhos produzidos por sua sala, selecionar dois para julgamento que, se não acompanhados de todos os outros trabalhos produzidos por sua sala, serão desclassificados.

 

ARTIGO 4 – DA ELABORAÇÃO DOS TRABALHOS

O trabalho deverá ser elaborado exclusivamente pelo aluno, em sala de aula, em papel formato A4 fornecido pela organização do concurso, utilizando para isso, o material ali disponível.

O trabalho deverá fazer referência exclusivamente ao tema proposto.

Os trabalhos que estiverem fora do modelo especificado serão desclassificados.

 

ARTIGO 5 – DO PRAZO PARA ENTREGA DOS TRABALHOS

Os trabalhos deverão estar disponíveis para retirada dia 03 de junho e, somente serem entregues à organização do concurso mediante protocolização.

 

ARTIGO 6 – DO JULGAMENTO DOS TRABALHOS

Os trabalhos serão avaliados e julgados por uma comissão composta por três jornalistas graduados.

Fica facultada à Secretaria de Educação de Santos a inclusão de um quarto membro na comissão julgadora.

As planilhas de julgamento são confidenciais e ficarão sob a guarda da organização do concurso por um período de até três meses.

A decisão da comissão julgadora será considerada irrevogável, não cabendo qualquer tipo de ação recorrente.

 

ARTIGO 7 – DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Para cada um dos critérios abaixo o aluno receberá uma pontuação de 0 a 5.

A)  Adequação e coerência à proposta temática;

B)   Limpeza e estética

C)   Criatividade

D)  Correta utilização da língua portuguesa

O resultado final do julgamento do concurso será a soma da pontuação obtida por todos os avaliadores, sendo vencedor o aluno que acumular mais pontos em um máximo de 20.

Os casos de empate serão resolvidos por meio de sorteio.

 

ARTIGO 8 – DA ANULAÇÃO DOS TRABALHOS

Os trabalhos rasurados, ilegíveis ou plágio de qualquer natureza, serão anulados automaticamente.

 

ARTIGO 9 – DA PREMIAÇÃO

Serão premiados os três alunos com maior pontuação.

A premiação do aluno implica diretamente na premiação do seu professor, do diretor e supervisor de sua escola e também de sua escola..

2º ANO - CARTAZ INFORMATIVO

Vencedores

LUGAR SÉRIE NOME PROFESSOR DIRETOR ESCOLA
1 2A Alícia Fernanda Santos Nunes André Soares Bizerra Ana Maria Lima de Santiago UME Dr. José da Costa e Silva Sobrinho
2 2A Thayná Vicente da Silva Eliane Lucas de Carvalho Nívea Vieira da Silva UME Martins Fontes
3 2A Ana Victória Santos Cláudia Márcia Alves dos
Santos
Rita de Cássia Persico de Oliveira Pinho UME Oswaldo Justo

.

2º ANO - CARTAZ INFORMATIVO

Material de Apoio

cabecalho

 

Olá! Seja bem-vindo!!

Aqui você vai encontrar muitas informações, atividades, jogos, vídeos e tudo o que você precisa para se tornar um agente de combate à dengue!
Antes de começarmos, temos umas curiosidades!

Você sabia que…

menina

… A palavra “dengo” tem origem espanhola e quer dizer “melindre”, “manha”?

O nome faz referência ao estado de moleza e prostração em que fica a pessoa contaminada pelo arbovírus. A transmissão ocorre pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado, uma espécie hematófaga originária da África que chegou ao continente americano na época da colonização.

Por isso amigos, é hora de combater esse mosquito e sumir com a Dengue de vez! menino
Vamos lá? Mãos à obra!!!

… A Dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo?

No Brasil, há referências de epidemias em São Paulo (1916) e em Niterói, Rio de Janeiro (1923), sem comprovação laboratorial. A primeira epidemia documentada clínica e laboratorialmente ocorreu entre os anos de 1981 e 1982, em Boa Vista, Roraima, causada pelos sorotipos 1 e 4. A partir de 1986, ocorreram epidemias, atingindo o Rio de Janeiro e algumas capitais da região Nordeste.

Desde então, a dengue vem ocorrendo no Brasil de forma continuada, intercalando-se com a ocorrência de epidemias geralmente associadas com a introdução de novos sorotipos em áreas anteriormente não atingidas e indivíduos susceptíveis.

 

 

Fonte:

http://www.portal.santos.sp.gov.br/seduc/dengue/.

3º ANO - HISTÓRIA EM QUADRINHOS

Destaques

anuncios_3o ano.

3º ANO - HISTÓRIA EM QUADRINHOS

Regulamento

Tema: Todos contra a dengue

Modalidade: História em quadrinhos

Público Alvo: alunos do 3° ano do Ensino Fundamental

Período: 06 de maio a 02 de junho

O professor deve instruir e dar subsídios para que seus alunos produzam seus trabalhos em papel formato A4, fornecido pelo programa, dentro do tema proposto e seguindo a orientação dos coordenadores de ensino do município.

Os trabalhos deverão ser produzidos dentro da sala de aula, com o material ali disponível, e caberá ao professor escolher dentre toda a produção de sua sala dois trabalhos para concorrer com os demais.

Os trabalhos selecionados pelo professor só serão encaminhados para julgamento se acompanhados dos demais produzidos em sala.

Todos os trabalhos serão retirados pela organização do concurso, no dia 03 de junho, sob pena de desclassificação.

O professor poderá usar todas as fontes que julgar necessárias para instrução de seus alunos, desde que não desrespeite os princípios pedagógicos e educacionais da Secretaria de Educação.

 

REGULAMENTO DO CONCURSO

ARTIGO 1 – DO OBJETIVO

A Brasil Terminal Portuário, em parceria com a Secretaria de Educação de Santos, está promovendo o concurso de história em quadrinhos com tema “TODOS CONTRA A DENGUE”.

O objetivo da ação é incentivar a busca e a multiplicação de conhecimentos sobre o tema proposto e avaliar a capacidade dos alunos de absorverem e repassarem, através de seus trabalhos, a temática trabalhada.

 

ARTIGO 2 – DA PARTICIPAÇÃO

Deverão participar do concurso todos os alunos do 3° ano, das UME’s:

Oswaldo Justo

Dr. José Carlos de Azevedo Jr

28 de Fevereiro

Mário de Almeida Alcântara

Martins Fontes

José da Costa Silva Sobrinho

 

ARTIGO 3 – DAS INSCRIÇÕES

Todas as salas do terceiro ano das Unidades Municipais de Educação acima citadas estão pré-inscritas para participar do concurso. A concretização da inscrição se dá através da entrega dos trabalhos dentro do prazo proposto.

O professor deverá, de todos os trabalhos produzidos por sua sala, selecionar dois para julgamento que, se não acompanhados de todos os outros trabalhos produzidos por sua sala, serão desclassificados.

 

ARTIGO 4 – DA ELABORAÇÃO DOS TRABALHOS

O trabalho deverá ser elaborado exclusivamente pelo aluno, em sala de aula, em papel formato A4 fornecido pela organização do concurso, utilizando para isso, o material ali disponível.

O trabalho deverá fazer referência exclusivamente ao tema proposto.

Os trabalhos que estiverem fora do modelo especificado serão desclassificados.

 

ARTIGO 5 – DO PRAZO PARA ENTREGA DOS TRABALHOS

Os trabalhos deverão estar disponíveis para retirada dia 03 de junho e, somente serem entregues à organização do concurso mediante protocolização.

 

ARTIGO 6 – DO JULGAMENTO DOS TRABALHOS

Os trabalhos serão avaliados e julgados por uma comissão composta por três jornalistas graduados.

Fica facultada à Secretaria de Educação de Santos a inclusão de um quarto membro na comissão julgadora.

As planilhas de julgamento são confidenciais e ficarão sob a guarda da organização do concurso por um período de até três meses.

A decisão da comissão julgadora será considerada irrevogável, não cabendo qualquer tipo de ação recorrente.

 

ARTIGO 7 – DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Para cada um dos critérios abaixo o aluno receberá uma pontuação de 0 a 5.

A)  Adequação e coerência à proposta temática;

B)   Limpeza e estética

C)   Criatividade

D)  Correta utilização da língua portuguesa

O resultado final do julgamento do concurso será a soma da pontuação obtida por todos os avaliadores, sendo vencedor o aluno que acumular mais pontos em um máximo de 20.

Os casos de empate serão resolvidos por meio de sorteio.

 

ARTIGO 8 – DA ANULAÇÃO DOS TRABALHOS

Os trabalhos rasurados, ilegíveis ou plágio de qualquer natureza, serão anulados automaticamente.

 

ARTIGO 9 – DA PREMIAÇÃO

Serão premiados os três alunos com maior pontuação.

A premiação do aluno implica diretamente na premiação do seu professor, do diretor e supervisor de sua escola e também de sua escola..

3º ANO - HISTÓRIA EM QUADRINHOS

Vencedores

LUGAR SÉRIE NOME PROFESSOR DIRETOR ESCOLA
1 3A Rúbia Santos da Silva Adriana de Oliveira Christiane Igrejas UME 28 fevereiro
2 3B Luíza de Queiroz Ferreira Rúbia Silva Casemiro Ana Maria Lima de Santiago UME Dr. José da Costa e Silva Sobrinho
3 3C Júlia Fontes de Jesus Rita de Cássia Leite Liliane Poncidoro Rodrigues UME Dr. José Carlos de Azevedo Junior

.

3º ANO - HISTÓRIA EM QUADRINHOS

Material de Apoio


Ações da Prefeitura de Santos

Esforço integrado com as secretarias

Para apertar o cerco contra a doença, a prefeitura vai organizar mutirões conjuntos com outras secretarias. Serão realizados dias especiais de busca a criadouros nas escolas, com ajuda da Secretaria de Educação (Seduc) e em prédios públicos. As secretarias de Segurança, Serviços Públicos e Infraestrutura também participarão das ações conjuntas.

Além disso, a equipe da Secove (Seção de Controle de Vetores) realiza mutirões de combate ao mosquito em todos os bairros da cidade. Os agentes visitam casas e estabelecimentos comerciais para orientar as pessoas e também verificar se há criadouros do mosquito. Quando isso acontece, é feita a limpeza do local e o morador é orientado sobre como proceder para manter o local livre dos mosquitos. Desde o início do ano, além das ações pontuais realizadas diariamente, foram feitos mutirões nos bairros de toda a orla, na Encruzilhada, Vila Mathias e zona noroeste.

Mais de 15 mil imóveis foram vistoriados. Aliás, foi na Encruzilhada que a Secove aplicou uma multa de R$ 10 mil, baseada na lei 681/2010, que resultou na punição do proprietário de dois terrenos na avenida Conselheiro Nébias, onde foram encontrados focos da doença.

Armadilhas ajudam a monitorar locais mais críticos

A Secretaria de Saúde realiza trabalho de campo para combater e erradicar os criadouros do mosquito, por meio da Secove (Seção de Controle de Vetores). Além da ação dos agentes, 438 armadilhas estão distribuídas por todos os bairros da cidade.
O objetivo é monitorar os locais onde são registradas a maior concentração do mosquito e assim desencadear a varredura na área. Desde que foi implantado, em 2012, o sistema de armadilhas contribuiu para mostrar a real situação da circulação do mosquito Aedes Aegypti em todos os bairros..

4º ANO – PRESERVANDO O MEIO AMBIENTE

Destaques

anuncios_4o ano

 .

4º ANO – PRESERVANDO O MEIO AMBIENTE

Regulamento

Tema: Preservando o meio ambiente

Modalidade: Poesia

Público Alvo: alunos do 4° ano do Ensino Fundamental

Período: 27 de maio a 21 de junho

O professor deve instruir e dar subsídios para que seus alunos produzam seus trabalhos em papel formato A4, fornecido pelo programa, dentro do tema proposto e seguindo a orientação dos coordenadores de ensino do município.

Os trabalhos deverão ser produzidos dentro da sala de aula, com caneta esferográfica, na cor azul ou preta, e caberá ao professor escolher dentre toda a produção de sua sala dois trabalhos para concorrer com os demais.

Os trabalhos selecionados pelo professor só serão encaminhados para julgamento se acompanhados dos demais produzidos em sala.

Todos os trabalhos serão retirados pela organização do concurso, no dia 24 de junho, sob pena de desclassificação.

O professor poderá usar todas as fontes que julgar necessárias para instrução de seus alunos, desde que não desrespeite os princípios pedagógicos e educacionais da Secretaria de Educação.

REGULAMENTO DO CONCURSO


ARTIGO 1 – DO OBJETIVO

A Brasil Terminal Portuário, em parceria com a Secretaria de Educação de Santos, está promovendo o concurso de poesia com tema “PRESERVANDO O MEIO AMBIENTE”.

O objetivo da ação é incentivar a busca e a multiplicação de conhecimentos sobre o tema proposto e avaliar a capacidade dos alunos de absorverem e repassarem, através de seus trabalhos, a temática trabalhada.


ARTIGO 2 – DA PARTICIPAÇÃO


Deverão participar do concurso todos os alunos do 4° ano, das UME’s:

Oswaldo Justo

Dr. José Carlos de Azevedo Jr

28 de Fevereiro

Mário de Almeida Alcântara

Martins Fontes

José da Costa Silva Sobrinho


ARTIGO 3 – DAS INSCRIÇÕES

Todas as salas dos quartos anos das Unidades Municipais de Educação acima citadas estão pré-inscritas para participar do concurso. A concretização da inscrição se dá através da entrega dos trabalhos dentro do prazo proposto.

O professor deverá, de todos os trabalhos produzidos por sua sala, selecionar dois para julgamento que, se não acompanhados de todos os outros trabalhos produzidos por sua sala, serão desclassificados.


ARTIGO 4 – DA ELABORAÇÃO DOS TRABALHOS

O trabalho deverá ser elaborado exclusivamente pelo aluno, em sala de aula, em papel formato A4 fornecido pela organização do concurso, havendo no mínimo 10 linhas e no máximo 15 linhas, utilizando para isso caneta esferográfica, na cor azul ou preta.

O trabalho deverá fazer referência exclusivamente ao tema proposto.

Os trabalhos que estiverem fora do modelo especificado serão desclassificados.

ARTIGO 5 – DO PRAZO PARA ENTREGA DOS TRABALHOS

Os trabalhos deverão estar disponíveis para retirada dia 24 de junho e, somente serem entregues à organização do concurso mediante protocolização.

ARTIGO 6 – DO JULGAMENTO DOS TRABALHOS

Os trabalhos serão avaliados e julgados por uma comissão composta por três jornalistas graduados.

Fica facultada à Secretaria de Educação de Santos a inclusão de um quarto membro na comissão julgadora.

As planilhas de julgamento são confidenciais e ficarão sob a guarda da organização do concurso por um período de até três meses.

A decisão da comissão julgadora será considerada irrevogável, não cabendo qualquer tipo de ação recorrente.

ARTIGO 7 – DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Para cada um dos critérios abaixo o aluno receberá uma pontuação de 0 a 5.

A)  Adequação e coerência à proposta temática;

B)   Limpeza e estética

C)   Correta utilização da língua portuguesa

O resultado final do julgamento do concurso será a soma da pontuação obtida por todos os avaliadores, sendo vencedor o aluno que acumular mais pontos em um máximo de 15.

Os casos de empate serão resolvidos por meio de sorteio.

ARTIGO 8 – DA ANULAÇÃO DOS TRABALHOS

Os trabalhos rasurados, ilegíveis ou plágio de qualquer natureza, serão anulados automaticamente.

ARTIGO 9 – DA PREMIAÇÃO

Serão premiados os três alunos com maior pontuação.

A premiação do aluno implica diretamente na premiação do seu professor, do diretor e supervisor de sua escola e também de sua escola..

4º ANO – PRESERVANDO O MEIO AMBIENTE

Vencedores

LUGAR SÉRIE NOME PROFESSOR DIRETOR ESCOLA
1 4B José Mateus de Melo Bispo Simone Diogo Christiane Igrejas UME 28 fevereiro
2 4A Alexandre Osmário dos Santos Letícia de Carvalho Rita de Cássia Persico de Oliveira Pinho UME Oswaldo Justo
3 4A Layse Ferreira da Silva Marta Nívea Vieira da Silva UME Martins Fontes

.

4º ANO – PRESERVANDO O MEIO AMBIENTE

5º ANO - REDAÇÃO-2013

Destaques

anuncios_5o ano.

5º ANO - REDAÇÃO-2013

Regulamento

Tema: Uso consciente da água

Modalidade: Redação

Público Alvo: alunos do 5° ano do Ensino Fundamental

Período: 27 de maio a 21 de junho

O professor deve instruir e dar subsídios para que seus alunos produzam seus trabalhos em papel formato A4, fornecido pelo programa, dentro do tema proposto e seguindo a orientação dos coordenadores de ensino do município.

Os trabalhos deverão ser produzidos dentro da sala de aula, com caneta esferográfica, na cor azul ou preta, e caberá ao professor escolher dentre toda a produção de sua sala dois trabalhos para concorrer com os demais.

Os trabalhos selecionados pelo professor só serão encaminhados para julgamento se acompanhados dos demais produzidos em sala.

Todos os trabalhos serão retirados pela organização do concurso, no dia 24 de junho, sob pena de desclassificação.

O professor poderá usar todas as fontes que julgar necessárias para instrução de seus alunos, desde que não desrespeite os princípios pedagógicos e educacionais da Secretaria de Educação.

REGULAMENTO DO CONCURSO

ARTIGO 1 – DO OBJETIVO

A Brasil Terminal Portuário, em parceria com a Secretaria de Educação de Santos, está promovendo o concurso de redação com tema “USO CONSCIENTE DA ÁGUA”.

O objetivo da ação é incentivar a busca e a multiplicação de conhecimentos sobre o tema proposto e avaliar a capacidade dos alunos de absorverem e repassarem, através de seus trabalhos, a temática trabalhada.

ARTIGO 2 – DA PARTICIPAÇÃO

Deverão participar do concurso todos os alunos do 5° ano, das UME’s:

Oswaldo Justo

Dr. José Carlos de Azevedo Jr

28 de Fevereiro

Mário de Almeida Alcântara

Martins Fontes

José da Costa Silva Sobrinho

ARTIGO 3 – DAS INSCRIÇÕES

Todas as salas dos quintos ano das Unidades Municipais de Educação acima citadas estão pré-inscritas para participar do concurso. A concretização da inscrição se dá através da entrega dos trabalhos dentro do prazo proposto.

O professor deverá, de todos os trabalhos produzidos por sua sala, selecionar dois para julgamento que, se não acompanhados de todos os outros trabalhos produzidos por sua sala, serão desclassificados.

ARTIGO 4 – DA ELABORAÇÃO DOS TRABALHOS

O trabalho deverá ser elaborado exclusivamente pelo aluno, em sala de aula, em papel formato A4 fornecido pela organização do concurso, havendo no mínimo 10 linhas e no máximo 15 linhas, utilizando para isso caneta esferográfica, na cor azul ou preta.

O trabalho deverá fazer referência exclusivamente ao tema proposto.

Os trabalhos que estiverem fora do modelo especificado serão desclassificados.

ARTIGO 5 – DO PRAZO PARA ENTREGA DOS TRABALHOS

Os trabalhos deverão estar disponíveis para retirada dia 24 de junho e, somente serem entregues à organização do concurso mediante protocolização.

ARTIGO 6 – DO JULGAMENTO DOS TRABALHOS

Os trabalhos serão avaliados e julgados por uma comissão composta por três jornalistas graduados.

Fica facultada à Secretaria de Educação de Santos a inclusão de um quarto membro na comissão julgadora.

As planilhas de julgamento são confidenciais e ficarão sob a guarda da organização do concurso por um período de até três meses.

A decisão da comissão julgadora será considerada irrevogável, não cabendo qualquer tipo de ação recorrente.

ARTIGO 7 – DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Para cada um dos critérios abaixo o aluno receberá uma pontuação de 0 a 5.

A)  Adequação e coerência à proposta temática;

B)   Limpeza e estética

C)   Correta utilização da língua portuguesa

O resultado final do julgamento do concurso será a soma da pontuação obtida por todos os avaliadores, sendo vencedor o aluno que acumular mais pontos em um máximo de 15.

Os casos de empate serão resolvidos por meio de sorteio.

ARTIGO 8 – DA ANULAÇÃO DOS TRABALHOS

Os trabalhos rasurados, ilegíveis ou plágio de qualquer natureza, serão anulados automaticamente.

ARTIGO 9 – DA PREMIAÇÃO

Serão premiados os três alunos com maior pontuação.

A premiação do aluno implica diretamente na premiação do seu professor, do diretor e supervisor de sua escola e também de sua escola..

5º ANO - REDAÇÃO-2013

Vencedores

LUGAR SÉRIE NOME PROFESSOR DIRETOR ESCOLA
1 5D Ayzha Bueno Santos Erika Christiane Igrejas UME 28 fevereiro
2 5D Aline Valéria Slva Sagas Iara Cristina de Lima Silva Rita de Cássia Persico de Oliveira Pinho UME Oswaldo Justo
3 5A Láisa Souza Santos Claudia Nívea Vieira da Silva UME Martins Fontes

.

5º ANO - REDAÇÃO-2013

BRASIL TERMINAL PORTUÁRIO
AVENIDA ENGENHEIRO AUGUSTO BARATA, S/N , ALEMOA, SANTOS.